Estética Humanizada

Na Tregge todos os tratamentos são realizados com cosméticos ecologicamente corretos, ricos em extratos vegetais e óleos essenciais. Essa tendência mundial visa preservar o meio ambiente e diminuir os danos à saúde da pele e dos sistemas corporais de uma maneira geral.
Além de otimizarmos os resultados almejados pelos nossos clientes, como a melhora do aspecto da pele, remodelamento corporal, diminuição do edema, prevenindo e diminuindo os sinais do envelhecimento, ou os danos causados pela acne.

esteticahumanizada

Trabalhos com um sistema integral de tratamento, visando compreender os reais motivos que levaram a este desequilíbrio. Além dos procedimentos estéticos conhecidos como a limpeza de pele, as massagens de drenagem linfática manual e modeladora. Os protocolos são potencializados pelas técnicas da Medicina Tradicional Chinesa (Acupuntura, Ventosa, Moxabustão), as Terapias Integrativas e Complementares (Aromaterapia, Fitoterapia, Terapia Floral e as Massagens), além das tecnologias contemporâneas do LASER e da Eletroterapia.

Quando necessário, os tratamentos estéticos contam com o suporte das sessões de Naturologia e Life Coaching, tudo voltado para que os seus resultados sejam alcançados e mantidos, visando lhe proporcionar o bem-estar e a qualidade de vida, associadas a sua real beleza, valorizando a sua autoestima.

Conheça um pouco mais dos Cosméticos Ecologicamente Corretos:

A proposta desses produtos, vem alinhada com as mudanças sócio econômicas e culturais do nosso país e do mundo. Além de serem mais seguros e sustentáveis, preocupam-se com a saúde, o bem estar das pessoas e do meio ambiente.

Segundo o projeto de Lei 2906/08, o termo Biocosmético aplica-se a cosméticos com alta concentração de ativos naturais (fitoterápicos e óleos essenciais), além de não possuírem derivados do petróleo, bem como não fazer testes em animais, esses produtos não possuem corantes sintéticos e parabenos, pois se preocupam até com o momento em que você vai tirar esse produto do corpo e tomar banho, pois há risco de contaminação dos lençóis freáticos.

A marca de um cosmético é importante? Não tenha dúvidas, mais importante do que isso é saber ler o rótulo, entender a informação que a empresa disponibiliza no item chamado Composição, sabe as letras miúdas que ninguém lê? Então, lá está a verdade do seu cosmético.
Os cosméticos habituais não utilizam tal concentração de ativos, algumas até mascaram que fazem teste em animais, oferecem em seus rótulos extratos naturais, mas a dose de óleo mineral é tão alta que mesmos se tivessem óleo essencial (p.ex.) na formulação, sua pele não absorveria, pois ele faz tamponamento dos poros.

Então se depois da composição vem às palavras: Mineral oil ou óleo mineral, paraben ou parabeno, paraffinum liquidum ou parafina líquida, BHT e EDTA ftalato e petrolatos; você está passando veneno na pele, e fica como dica rever as suas prioridades. A médio e longo prazo, o acúmulo desses produtos fazem o rosto perder o viço, os cabelos ficarem pesados, sem balanço e dificulta a absorção de outras substâncias. E esses vilões estão presentes desde em cosméticos faciais, corporais e capilares até em maquiagens como bases, sombras, batons.
O que eu também quero que você preste muita atenção é que, não é suficiente a empresa dizer que é ecologicamente correta, faz-se necessário uma certificação. No Brasil temos dois órgãos que fiscalizam os produtos e sua produção o IBD (Instituto Biodinâmico) e o Ecocert. Para um cosmético orgânico, é necessário que 95% dos seus ingredientes sejam orgânicos, gerando o mínimo impacto ambiental possível, desde a sua produção (agricultura), comercialização (embalagens e sacolas) e descarte de resíduos.

logo

Vale um alerta, os cosméticos orgânicos não podem ser confundidos com os cosméticos naturais. A principal diferença está na sua composição durante a produção. Os naturais são produzidos da maneira convencional, mas apresentam na sua composição ingredientes extraídos da natureza. Para isso é preciso que o cosmético tenha, pelo menos um ingrediente derivado de uma substância natural (5%). O restante (95%) é composto de ingredientes convencionais como água, glicerina, lanolina, alantoína, manteiga de cacau, óleo de semente de uva, e etc.

Independentemente de ser orgânico ou natural, o importante são suas escolhas, leia os rótulos, verifique se os seus cosméticos possuem selos de credibilidade. Se essas empresas não se preocupam com a sua saúde, pouco devem se preocupar com a do meio ambiente.